.Poeta e Pensador

ruiemanuelpais
Sexta-feira, 30 de Abril de 2010

VISÃO ESPIRITUAL - UMA PORTA ABERTA À ESPIRITUALIDADE

 

 

VISÃO ESPIRITUAL

 

Conheci alguém de profunda fé

Para além daquilo que cada ser é

Vivia seduzido pelo mundo oculto

De Deus seu mais elevado vulto.

 

Acreditava vir aí uma Nova Era

Tinha indícios dessa atmosfera

Comentava que a Espiritualidade

Iria trazer outro tipo de realidade.

 

Punha nesta crença sua convicção

Que sentia no pulsar do coração

A voz saliente denotava calma

Devoto do Oriente e de Brahma.

 

Tinha aspecto dum ser visionário

Mas pouco dotado ao comentário

Nele havia algo de poeta sonhador

Ligado à natureza no seu esplendor.

 

Transparecia algo de transcendental

Como o símbolo eterno do imortal…

Acreditava numa enorme mudança

Naquela Paz com Deus na liderança!

 

Rui Pais

29/04/2010

 

 

http://ruipaispensamentos.blogs.sapo.pt/

publicado por Emanuel às 06:31
link do post | comentar | favorito

A NAVEGAÇÃO DOS POLÍTICOS - BREVES POEMAS EM PENSAMENTOS

 

 

A NAVEGAÇÃO DOS POLÍTICOS

 

Os políticos são como um navio

Num oceano tumultuoso

Onde a popa proa e o convés

Parecem querer partir-se em três

Duma só vez!

 

Rui Pais

18/03/2008

publicado por Emanuel às 06:20
link do post | comentar | favorito

NA MADRUGADA - UM ATROPELO NO SONO de Rui Pais

 

 

 

UM ATROPELO NO SONO

 

Acordei, quis criar um pensamento

Já eram altas horas na madrugada

Pressenti o silêncio e vi a escuridão

 

Não consegui demover o sentimento

Que profundamente adormecido

Não me prestou a menor atenção!

 

Rui Pais

17/03/2008

 

 

http://ruipaispensamentos.blogs.sapo.pt/

 

publicado por Emanuel às 06:09
link do post | comentar | favorito

VENTO SEM POISO - UM POEMA DE RUI PAIS

 

 

VENTO SEM POISO

 

Vento que vens sem encomenda

Na manga trazes alguma prenda.

Vento passas sem ter um poiso

Hoje queres um recanto airoso!

 

Vento aconchego da Primavera

Por tua brisa a gente desespera.

Vento nesse espaço que atravessas

Tantas vezes és causa de desgraças!

 

Rui Pais

19/03/2008

 

 

publicado por Emanuel às 06:05
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 27 de Abril de 2010

A CRIAÇÃO E O HOMEM NA TERRA - ESPIRITUALIDADE - NOVA ERA

 

A CRIAÇÃO E O HOMEM NA TERRA

 

Primeiro foi criado o Espírito de Deus

O Senhor deu prioridade à Luz e à Água.

Iluminou na noite as estrelas nos céus

Concebeu a vida plena e sem mágoa.

 

Viu como o pensamento era relevante

Vivia-se o início duma era a Criação.

Ao pensar Deus deu poder influente!

Tudo era ainda vago na consolidação!

 

O solo fértil recebia a primeira semente

As chuvas caiam com o vento silvando

Neste Éden assentou a humana gente

Os cereais e os frutos iam alimentando.

 

O homem usufruiu do Jardim do Lazer

Humilhou seu irmão após a Era Dourada

Gerou motins e ganhou gosto pelo poder

As águas subiram levando-o na enxurrada!

 

Rui Pais

21/03/2009

publicado por Emanuel às 08:40
link do post | comentar | favorito

DEUS O LIBERTADOR - POESIA NOVA ERA

DEUS O LIBERTADOR

 

Quando me encontras no teu sonho

Vês em Mim o Senhor da Boa Vontade

Nesse instante não te sentes sozinho

Amas-me como o Deus da Humanidade!

 

Hoje afagas tuas mágoas em vinho tinto

Incerto na busca do caminho de regresso

Não sabes como sair desse vasto labirinto

Onde te perdeste por causa do excesso!

 

Venho como Libertador das almas minhas

Sei das vossas saudades pelo doce Lar

Vou retirar-te o mal que não continhas

Neste jardim que voltareis a habitar!

 

Rui Pais

15/04/2009

 

 

publicado por Emanuel às 08:37
link do post | comentar | favorito

QUANDO VIVI NA TERRA - POEMA ESPIRITUALIDADE

 

 

QUANDO VIVI NA TERRA

 

Quando eu vivi nesse mundo terreno

O homem apesar da sua inteligência

Agia como devasso sem clemência.

 

Pesquisei a biblioteca do passado

Li sobre o seu apogeu e declínio

Eu entendi ser cíclico seu fado.

 

Recordei a Atlântida submergida

Senti uma semelhança na história

Afundando-se a raça Ária sem glória.

 

Ao evocar minha vida quando aí fui residente

Pensando que poderia ajudar a seguinte geração

Escrevi: Da pureza no início do Ciclo à degradação!

 

Rui Pais

25/04/2009

 

http://ruipaispensamentos.blogs.sapo.pt/

publicado por Emanuel às 08:36
link do post | comentar | favorito

BREVE POEMA - AS SURPRESAS DO CLIMA

 

 

 

AS SURPRESAS DO CLIMA

 

A chuva lembra as voltas da Vida

As nuvens alteram-se em tamanho e cor

Por vezes esta precipitação é descabida

Com oscilações entre muito frio e calor!

 

A água mais fina ou grossa vinda de cima

Num conluio decide mudar de direcção

O vento acerca-se revolvendo o clima

Pondo a saque a frágil situação!

 

Rui Pais

26/04/2010

 

 

 

publicado por Emanuel às 08:25
link do post | comentar | favorito
Domingo, 25 de Abril de 2010

POESIA NOVA ERA - TOQUEI A TERRA - ESPIRITUALIDADE

 

 

 

 

 

TOQUEI A TERRA

 

Toquei a Terra pelo Pico do Everest

Lembro-me como oriental vindo de Leste

Ainda hoje adoro a Luz do Sol Nascente

Embora minha vida esteja no Ocidente!

 

Vi deslizar a água na primeira fonte

Uma gota invisível na forma de vapor

Na Origem da Vida tudo era incipiente

E o Vento tão leve era o único motor!

 

25/04/2010

Rui Pais

 

 

http://ruipaispensamentos.blogs.sapo.pt/

 

 

publicado por Emanuel às 09:30
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 23 de Abril de 2010

O PLANETA TERRA EM ALVOROÇO - ESPIRITUALIDADE - DIA DA TERRA

 

 

 

O PLANETA TERRA EM ALVOROÇO - DIA MUNDIAL DA TERRA 22 ABRIL 2010

 

A Terra será recuperada… fazem-se os preparativos para esse homem que está de partida… uma nova Terra emergirá dos seus fundos pura para esquecer esta amargura e voltará a impor-se no Amor, nas relações de ternura, numa unidade fraterna fortalecida. Rui Pais

 

 

 

UM COMUNICADO VINDO DA TERRA

 

Já fomos grandes amigos neste meu paraíso

Viviam em harmonia e escutavam meu canto

Zelava por vós e acolhia-vos com um sorriso

Hoje o meu lamento ecoa como um pranto.

 

Revolveram-me o ventre é grande a ferida

Poluíram-me as águas dos rios e dos oceanos

Abateram-me as florestas e senti-me despida

E são vocês apelidados de Seres Humanos!

 

Os meus rios formam caudais de desgosto 

O clima alterado é a minha grande amargura

Durante o ano mal se distingue Abril de Agosto

Não suporto mais a vossa irresponsável loucura.

 

As minhas entranhas agitam-se tal qual os vulcões

Vou fazer transformações na estrutura deste planeta

Aumento as intempéries e dou mais poder aos furacões

Vou restaurar a minha casa até me dar por satisfeita!

 

Rui Pais

22/04/2010

 

 

As Leis do Universo que são as da Natureza, também são as Leis aplicáveis aos seres humanos… nenhum deles deve interferir nessas Leis porque a desestabilização ambiental funciona como um tiro com ricochete no tempo onde o agressor é o alvo em mira. Rui Pais

 

 

 

publicado por Emanuel às 13:09
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. PEQUENOS POEMAS - NOVA ER...

. ...

. DEUS ESTÁ EM NÓS - POESIA...

. A Tábua da Esmeralda - He...

. A ARTE DA NATUREZA - POE...

. QUERO CANTAR UMA CANÇÃO -...

. DIA INTERNACIONAL DA MULH...

. DENTRO DE MIM - POESIA ES...

. A FONTE DA ETERNIDADE

. "O QUARTO MUNDO" POESIA E...

.arquivos

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

.favorito

. SER POETA É LUTAR PELA PA...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds