.Poeta e Pensador

ruiemanuelpais
Sábado, 6 de Março de 2010

A ALGA LUMINOSA

 

 

A ALGA LUMINOSA
 
Observo as algas num cortejo singular
Como se boiassem em conchas redondas
À superfície ondulada do imponente mar
Abeiram-se da praia ao sabor das ondas!
 
Assentam seu corpo na areia encharcada
Caiem num ardil e na aflição sentem sede
Essa água que não recua acaba infiltrada
Ali perto os pescadores reparam sua rede!
 
Colhi uma alga brilhante dum verde natural
Levei-a para secar e usá-lo como marcador
Na Bíblia Sagrada em veneração do Senhor
Sentia-se um calor potente dum Sol divinal!
 
Alga que sem luz ficas na clandestinidade
Aceita ente vegetal esta missão de louvor.
Apesar de estar longe do Sol da jovialidade
Honra-me ler as palavras sábias do Senhor!
 
Agradeço-te alga gentil o gesto tão nobre
A forma tão modesta com que comigo te abres…
Quero dedicar-te com emoção este singelo poema
Alga generosa teu exemplo é digno dum diadema!
 
Rui Pais
12/12/2008
publicado por Emanuel às 18:35
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. PEQUENOS POEMAS - NOVA ER...

. ...

. DEUS ESTÁ EM NÓS - POESIA...

. A Tábua da Esmeralda - He...

. A ARTE DA NATUREZA - POE...

. QUERO CANTAR UMA CANÇÃO -...

. DIA INTERNACIONAL DA MULH...

. DENTRO DE MIM - POESIA ES...

. A FONTE DA ETERNIDADE

. "O QUARTO MUNDO" POESIA E...

.arquivos

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

.favorito

. SER POETA É LUTAR PELA PA...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds