.Poeta e Pensador

ruiemanuelpais
Segunda-feira, 28 de Junho de 2010

UM HOMEM PROFANO - POESIA ESPIRITUALIDADE

 

 

UM HOMEM PROFANO

 

O homem abandonou os seus valores espirituais

Troca sua índole sagrada pelo mundo profano

Entrega-se a práticas consideradas imorais

Perde a paz e as virtudes como humano.

 

Confuso não atende aos valores da Alma

Afasta-se de Deus sentindo-se perdido

Ao usar a mente e ponderar com calma

Viu na consciência como andava iludido.

 

Deus entendeu que não se podia elevar

Ele já só via uma única cor o cinzento

O Criador estendeu-lhe a mão para o animar

 Acolhendo-o no puro Lar acima do firmamento!

 

Rui Pais

27/06/2010

 

 

 

http://www.youtube.com/user/ruiemppais

 

http://ruipaispensamentos.blogs.sapo.pt/

publicado por Emanuel às 20:08
link do post | comentar | favorito
|

PARA REFLECTIR - POESIA ESPIRITUALIDADE

 

 

PARA REFLECTIR…

 

Onde existe um princípio também existe um fim

Deus, a nossa Alma como o Universo são eternos

O homem agride a natureza com o que tem de ruim

Como irão ser comentados estes tempos modernos!

 

Rui Pais

28/06/2010

 

 

http://www.youtube.com/user/ruiemppais

 

http://ruipaispensamentos.blogs.sapo.pt/

 

publicado por Emanuel às 20:00
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 27 de Junho de 2010

A RECONCILIAÇÃO COM O AMBIENTE - POEMA ESPIRITUALIDADE

 

 

A RECONCILIAÇÃO COM O AMBIENTE

 

Bendita esta natureza que tanto amo

Exótico manto de verdura na selva densa.

Oiço o canto das aves em coro que aclamo

Espalhando seus ecos pela floresta imensa.

 

Venho em representação do tecido urbano

Não tenho respeitado o preceito de coabitar.

Eu sou o usurpador que te devora o terreno

A consciência acusa-me e venho-te libertar.

 

Ao dar por este erro aliei-me ao ambiente

Maltratar a Terra é de gente inconsequente.

Eu sou uma Divindade que investiga a vida

Quero devolver-te cada parcela retida!

 

Rui Pais

  

 http://ruipaispensamentos.blogs.sapo.pt/

 

http://www.youtube.com/user/ruiemppais

publicado por Emanuel às 14:30
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Junho de 2010

EU ME PERDI INSPIRADO NUM POEMA DE SOPHIA MELLO BREYNER

 

 

EU ME PERDI

 

Eu me perdi no isolamento do mundo

Onde era preciso saber representar

 Mentir enganar…

Nessa solidão imensa apaguei minha vida

E assim me deixei sufocar.

 

Eu me perdi neste mundo

Falso e imundo

E me reencontrei na natureza

Para me purificar…

 

Eu me busquei

No universo de meu pensamento

Que me transportou

Por entre as estrelas do firmamento

 

Por entre o verde da natureza

E o azul do mar

E nunca uma ave deste planeta

Partiu sem me levar…

 

Rui Pais

 

 

publicado por Emanuel às 20:31
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 20 de Junho de 2010

POEMA ESTADO DE ÂNIMO - UMA FANTASIA

 

 

ESTADO DE ÂNIMO

 

Quando te vejo sorrir

É a alma da tua juventude

Num gesto de beatitude!

 

Quando te vejo lacrimejar

Estás a reviver o passado

Isso deixa-te transtornado!

 

Quando mostras teu ar triste

É o envelhecimento precoce

Que ao espelho vez na face!

 

Quando contemplas a luz solar

O teu pensamento cria a ilusão

De que os castelos podem voar!

 

Rui Pais

 

http://www.youtube.com/user/ruiemppais

 

 http://ruipaispensamentos.blogs.sapo.pt/

 

publicado por Emanuel às 18:55
link do post | comentar | favorito
|

AS ÁGUAS DA SERENIDADE - PEQUENO POEMA

 

 

AS ÁGUAS DA SERENIDADE

 

Quando o oceano se sente calmo

Mostrando nas águas a serenidade

É como se a vida não tivesse termo

E o mar fosse o elo pela eternidade!

 

Rui Pais

20/06/2010

 

 

http://www.youtube.com/user/ruiemppais

 

http://ruipaispensamentos.blogs.sapo.pt/

 

publicado por Emanuel às 18:47
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 19 de Junho de 2010

QUANDO VIVI NA TERRA - POEMA ESPIRITUALIDADE

 

 

QUANDO VIVI NA TERRA

 

Quando eu vivi nesse mundo terreno

O homem apesar da sua inteligência

Agia como devasso sem clemência.

 

Pesquisei a biblioteca do passado

Li sobre o seu apogeu e declínio

Eu entendi ser cíclico seu fado.

 

Recordei a Atlântida submergida

Senti uma semelhança na história

Afundando-se a raça Ária sem glória.

 

Ao evocar minha vida quando aí fui residente

Pensando que poderia ajudar a seguinte geração

Escrevi: Da pureza no início do Ciclo à degradação!

 

Rui Pais

 

 

http://www.youtube.com/user/ruiemppais

 

 http://ruipaispensamentos.blogs.sapo.pt/

publicado por Emanuel às 16:18
link do post | comentar | favorito
|

DOZE TOQUES ESPIRITUAIS DA SABEDORIA DOS RISHIS

DOZE TOQUES ESPIRITUAIS DA SABEDORIA DOS RISHIS

 

1. Dias terríveis não são aqueles de tempestade, mas aqueles em que alguém perde o brilho nos olhos e é explorado, por dentro, pelas emoções estranhas, tornando-se, por inércia, prisioneiro de maya (2).

2. Perder alguém, seja por circunstâncias de vida ou de morte, faz parte do jogo sensorial da vida e das provas e aprendizado de cada um. Porém, perder a paz de espírito e a dignidade em si mesmo não é questão de prova, mas de se permitir ser envolvido pelo cipoal emocional que enreda a lucidez e o coração,  aprisionando a consciência.

3. Ninguém perde nada, pois tudo pertence ao ABSOLUTO! É só a ilusão de ter que se perde,  jamais o Ser!  Se é para achar que perdeu, então, que se perca a ilusão da dor da perda. Que se perca o ego, com suas lamúrias e dores descabidas. E que se compreenda a eternidade do espírito!  Que se medite na grandeza universal e no brilho das estrelas. Que se admire o poder Criador que engendrou infindáveis sóis no firmamento. No infinito da existência, infinitas possibilidades... No potencial do próprio espírito, infinitas capacidades... No centro do coração espiritual, infinitos amores...

 

4. Em tempo algum, jamais um espírito nasceu ou morreu! Ele apenas entra e sai dos invólucros carnais. Como poderia o Eterno nascer ou morrer? Como poderia o infinito ter início ou fim?

5. Quem medita nessa grandeza do próprio espírito, jamais será iludido pelo ego da perda. Dentro de si mesmo, na casa do coração, perceberá miríades de estrelas brilhando na tapeçaria sideral do infinito de dentro, tão vasto quanto o infinito de fora...

6. Quem se julgará poderoso o suficiente para prender o ABSOLUTO dentro da gaiola de seus pequenos credos? Que templo finito, criado pelos homens da Terra, poderá conter o Supremo em suas paredes?

7. Que língua, que não a do amor incondicional, será sagrada? Que povo será o escolhido divino, se todos os seres são divinos? Quem é branco, negro, amarelo ou vermelho, em espírito? Qual é a raça do Criador de todas as raças?

8. No oceano da existência, na consciência cósmica de Brahman (3), navegam todos os seres. Ao sabor de suas ondas evolutivas, a vida acontece, em todos os planos e dimensões.

9. Sabendo que é infinito e eterno, por que o espírito chora a partida de um espírito? Não, essa não é perda, é só o movimento natural de entrar e sair. É só viagem do espírito!

10. O Deus dos homens é pequeno, como a idéia dos homens sobre Deus. O Deus glorificado em espírito pelos sábios, só é sentido, jamais explicado. Não é grande ou pequeno, e só Ele é que sabe o que é! Os sábios não teorizam sobre Deus, só sentem o ABSOLUTO que nome algum pode definir.

11. O que O SUPREMO AMOR acender no céu, assim será no coração do homem... O amor não tem fronteiras nem se limita... É um oceano pulsante...

12. Que sangue derramado em sacrifício poderá diluir o ego da ignorância de alguém? É só a imolação do ego que liberta!

...........................................................................................

 

P.S.: Esses escritos me foram passados por um mestre extrafísico ligado às vibrações da sabedoria dos Upanishads. Wagner Borges – São Paulo.

1. Rishis: sábios, mestres espirituais, mentores da sabedoria contida nos Upanishads (a parte final dos Vedas, contendo a essência espiritual da sabedoria antiga).

2. Maya: ilusão.

3. Brahman: O Todo, O Absoluto, O Supremo, O Grande Arquiteto Do Universo, O Amor Maior Que Gera a Vida.

 

http://ruipaispoesiaespiritual.blogs.sapo.pt/ 

 

http://www.youtube.com/user/ruiemppais

 

publicado por Emanuel às 16:09
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Junho de 2010

POEMA QUEM É DEUS - ESPIRITUALIDADE

 

 

QUEM É DEUS

 

Deus é um nome que utilizas sem o saber usar…

Deus é aquela porta por abrir que não reparaste…

Deus é a tua preocupação em como a Ele chegar…

Deus é o teu vazio Espiritual porque te desleixaste!

 

Rui Pais

13/06/2010

 

publicado por Emanuel às 21:06
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 11 de Junho de 2010

NO SILÊNCIO DE DEUS - POESIA NOVA ERA

 

NO SILÊNCIO DE DEUS

 

No silêncio Deus vê o estado do mundo

E sente falta de respeito para com a Vida

Não entende este homem pouco profundo

Mágoas sentidas lembram chagas em ferida

 

O silêncio de Deus é um mar de serenidade

Condena o profano e professa o imaculado

O Silêncio de Deus conhece-o a Humanidade

Um mutismo próprio da pureza do sagrado

 

No silêncio de Deus vivem as Almas puras

Num espaço de grande saber Espiritual

Estão as mais novas e as mais maduras

O ambiente é de teor transcendental

 

No Silêncio Deus é o Espírito da Paz

Que sustém a Chama da Purificação

No Seu silêncio Deus se compraz

Enviando Bênçãos a cada irmão

 

O Silêncio de Deus sempre existiu

Como hoje amanhã ele existirá

Nesse Silêncio Deus ainda anuiu

A Vida na Terra não se extinguirá!

 

Rui Pais

11/06/2010

 

 

 http://ruipaispensamentos.blogs.sapo.pt/

 

http://www.youtube.com/user/ruiemppais

publicado por Emanuel às 21:18
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. PEQUENOS POEMAS - NOVA ER...

. ...

. DEUS ESTÁ EM NÓS - POESIA...

. A Tábua da Esmeralda - He...

. A ARTE DA NATUREZA - POE...

. QUERO CANTAR UMA CANÇÃO -...

. DIA INTERNACIONAL DA MULH...

. DENTRO DE MIM - POESIA ES...

. A FONTE DA ETERNIDADE

. "O QUARTO MUNDO" POESIA E...

.arquivos

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

.favorito

. SER POETA É LUTAR PELA PA...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds